Pedro Pomar - Ideias e Batalhas

Produtos > Livros > Biografias > 978-85-7277-114-6 - Pedro Pomar - Ideias e Batalhas

Pedro Pomar - Ideias e Batalhas
Autores: Osvaldo Bertolino e Osvaldo Bertolino
ISBN: 978-85-7277-114-6
Formato: Livro Impresso
Páginas: 720
Edição: 1
Ano: 2013
Peso em Gramas: 1055.00
Formato: 23.00x16.00x6.00


De R$ 50,00
Por R$ 37,50

Quantidade:

Twitter
FaceBook

O Partido Comunista do Brasil chega aos 91 anos neste início da segunda década do século 21 em expansão e florescimento. As razões desse feito são muitas, entre elas se destaca a verdadeira constelação de quadros e militantes das várias gerações que o construíram dos albores do século passado até a contemporaneidade. Nela se destacam o valor e o brilho de Pedro Pomar. Osvaldo Bertolino revela a vida desse grande brasileiro num painel vivo e cativante no qual se entrelaçam a história do Brasil, do partido e do movimento comunista internacional. Ler esta biografia é assistir a um filme épico. Lá, está Pomar na juventude, sob as sombras das frondosas mangueiras de Belém, nos comícios e passeatas da Aliança Nacional Libertadora (ANL); em 1941, ele e seu amigo e camarada, João Amazonas, fugindo da cadeia depois de terem ouvido no rádio que a URSS fora invadida pelas tropas nazistas; em 1943, na Conferencia da Mantiqueira, participando da reconstrução do Partido golpeado pela repressão do Estado Novo; na legalidade em 1945, à frente da rede de jornais e revistas do Partido; ele e seu fértil relacionamento com a intelectualidade e os artistas brasileiros, sua recepção a Pablo Neruda quando o poeta chileno veio participar do comício gigante a Prestes, no estádio do Pacaembu; 1947, a legenda comunista e os mandatos de sua bancada cassados, cabendo a ele e a Diógenes Arruda, que ha- viam sido eleitos por outra agremiação nas eleições suplementares, se revezarem bravamente na tribuna do parlamento defendendo o povo e o Partido; sua presença novamente ao lado de João Amazonas e Maurício Grabois na célebre Conferencia Extraordinária, de 1962, que reorganizou a histórica legenda de 1922 e garantiu sua continuidade revolucionária; e por fim, o golpe militar de 64, a ditadura, e a preparação da resistência armada contra aquele regime tirano. O que se destaca aqui são apenas algumas letras capitulares do seu diversificado protagonismo. E, finalmente, dezembro de 1976, a "reconstituição" da Chacina da Lapa, crime hediondo da ditadura que ceifou-lhe a vida. Naqueles idos, de militantes da estirpe de Pomar se dizia que foram temperados tal e qual o aço. De fato, as convicções de Pomar eram inquebrantáveis, mas Bertolino revela o revolucionário de carne, osso, sangue e sentimentos. Com a pertinácia de todo pesquisador que merece esse nome, ele busca, fareja, encontra fios perdidos e os agrega no esforço de nos mostrar o filho, o esposo, o pai, o avô, o amigo, dimensões fragmentadas ou perdidas pela vida clandestina imposta pela verdadeira caçada de que por décadas os comunistas foram vítimas. Temos que agradecer a Osvaldo Bertolino por revelar a verdadeira vida de Pedro Pomar na qual ele e o PCdoB, ele e seu conterrâneo, camarada e amigo, João Ama- zonas, se apresentam inseparavelmente ligados. Leitor, leitora, agora, abra o livro, leia, assista a vida de um homem cujo sobrenome o retrata, Pomar: uma vida de lutas e realizações!

ADALBERTO MONTEIRO Jornalista e poeta. Presidente da Fundação Maurício Grabois e editor da revista Princípios.

Prazo de Entrega da Loja

2 dias úteis Somente após esse prazo o pedido será despachado para o correio.

Formas de Pagamento

Regras de Parcelamento

De R$ 0,00 até R$ 149,99 1 x

De R$ 150,00 até R$ 200,00 2 x

Acima de R$ 201,00 3 x

voltar